Notícias

Os problemas da Copa do Mundo no Brasil.

Quatro problemas que podem atrapalhar a Copa do Mundo no Brasil

Realizado em um período controverso, quando uma onda de protestos populares tomou as ruas, o evento esportivo tornou-se um problema nas mãos da presidente Dilma Rousseff.

Hide Media

Dentro de campo a Copa das Confederações terminou no dia 30 de junho, com a vitória do Brasil sobre a Espanha por 3-0, mas o teste decisivo do governo brasileiro não foi convincente e acabou coberto de polêmicas. Realizado em um período controverso, quando  uma onda de protestos populares tomou as ruas, o evento esportivo tornou-se um problema nas mãos da presidente Dilma Rousseff.

Depois da final, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, elogiou a organização, mas os tumultos e a falta de organização e os problemas de infraestrutura desencadearam alarmes. O Brasil fez investimentos que somaram cerca de R$ 30 bilhões, mas as deficiências do País, principalmente na área de infraestrutura, ainda são claras: o difícil acesso aos novos estádios, a saturação dos aeroportos e questões organizacionais. O El Economista América destaca alguns pontos que foram levantados por um artigo da BBC sobre o evento.

O acesso aos estádios: O transporte para o estádio foi pelo menos valorizado na Copa das Confederações e as opções existentes foram criticadas. Um dos locais mais problemática foi a Arena Pernambuco, em Recife, que receberá cinco jogos da Copa do Mundo. Os fãs que fizeram a transferências de ônibus e metrô tiveram que andar quase um quilômetro para ver que o jogo entre Espanha e Uruguai.

Mobilidade Urbana: Apesar de 97% das entradas para o torneio terem sido compradas por brasileiros, antes ou depois de algumas partidas um grande número de pessoas tiveram problemas em aeroportos de cidades como Rio de Janeiro e Brasília. O dia após o jogo de abertura na capital, foi possível perceber longas  filas no aeroporto internacional com passageiros esperando, em média,  até uma hora e meia. A BBc destacou que especialistas não estão nada otimistas preveem que isso vai ser um problema na Copa do Mundo, cuja previsão é atrair meio milhão de turistas.

Estádio: As arenas que receberam jogos da Copa das Confederações tiveram cobertura insuficiente de 4G, que deveria ter funcionado perfeitamente. Uma foto da vitória brasileira contra a Espanha dificilmente poderia ser enviada pelo twitter devido à falta de acesso nas redes dentro dos estádios.

Hotéis e organização: Os hotéis também tem que mudar por várias razões. Para a semifinal entre Brasil e Uruguai, em Belo Horizonte, houve falta de quartos disponíveis na cidade e alguns hotéis dobraram suas taxas. Isso aconteceu apesar do grande público ser brasileiro, assim,  teme-se que este problema seja mais grave em algumas cidades durante a Copa do Mundo. Aconteceram também  problemas de segurança. Seis jogadores da Espanha foram roubados em um hotel em Recife, onde eles estavam hospedados.

 

  • URL
    500 Chars left